sexta-feira, 26 de novembro de 2010

A entrega total

O amor humano autêntico é uma entrega total da própria pessoa: alma, coração, corpo, toda a própria vida, presente e futuro. Quando duas pessoas se amam, sabem que vão compartilhar toda a sua vida. O casal é isto: um com uma para sempre, em tudo, para terminar nos filhos. Já não são dois, mas uma só carne e uma só vida. Antes eram duas vidas independentes que, de vez em quando, coincidiam. Agora estão intimamente ligados, a vida de um é inseparável da do outro. Até nas coisas mais concretas.
Por exemplo, se os projectos profissionais de um numa cidade são incompatíveis com a alergia que o outro sente naquele lugar, como os dois são agora uma só carne, a alergia de um afecta a vida do outro. De facto, o outro sente-a como se fosse própria, ou mais ainda, e sofre. Mas a realidade do amor matrimonial faz que, ou os dois se aguentam, ou os dois saem dali. Porque os projectos profissionais são importantes, mas secundários em relação à grandeza do amor.
Por ser um amor total, o amor entre homem e mulher não pode ser senão de um com uma e para sempre. Porque supõe também a adaptação das duas personalidades, das maneiras de ser e gostos de cada um, que procuram evitar o que prejudique ou desgoste o outro, reconhecendo agradecidos que o outro está a fazer o mesmo para que a vida seja agradável e o amor vá aumentando sem encontrar obstáculos. Desta maneira, as personalidades dos dois cônjuges vão-se influenciando e penetrando mutuamente. A vida de um constitui uma parte real da vida do outro. Romper essa união significaria mutilar a vida interior de cada um dos cônjuges e suporia o fracasso rotundo na aventura pessoal mais profunda que pode empreender um ser humano.
Se uma pessoa diz a outra que a ama, a mesma linguagem supõe a expressão "para sempre". Não tem sentido dizer: - Amo-te, mas provavelmente só durará uns meses, ou uns anos, desde que continues a ser simpática e agradável, ou eu não encontre outra melhor, ou não fiques feia com a idade. Um "amo-te" que implica "só por algum tempo" não é um amor verdadeiro. É antes um "gosto de ti, agradas-me , sinto-me bem contigo, mas de modo algum estou disposto a entregar-me inteiramente, nem a entregar-te a minha vida".
Por a pessoa ser corpo e espírito, o seu amor realiza-se com o tempo, mas é, em si mesmo, para sempre. Ou uma pessoa se entrega para sempre ou não se entregou a si próprio. E, se se entregou, já não se possui a si mesmo em propriedade exclusiva, pois deu o coração e o corpo a outra, que, por sua vez, lhos deu a ele.
No amor conjugal, a intervenção do corpo dá um carácter irreversível à relação de entrega. Com efeito, quando uma pessoa entrega o corpo, é porque se entrega a si própria em plenitude. Mas quando uma pessoa entrega de verdade a alma, tem de ter em conta que implica a totalidade da vida.
Entregar-se "inteiro" é entregar "a vida inteira". Se não, é que não se entregou.
Anônimo

SOL DE AMOR – AURORA NOS OLHOS

           Dedico este texto para aqueles que confundem amor com paixão!



É possível viver um Grande Amor, desde que o coração esteja aberto para isso.
Digo-lhe isso, porque muitos querem amar, mas de coração fechado e na base da autodefesa, por causa de emoções mal resolvidas.
Às vezes, as pessoas jogam toneladas de medo ou de ansiedade em seus melhores sentimentos, terminando por sepultar o amor que tanto queriam vivenciar antes.
Para amar, não basta só o amor; é preciso ter coragem também!
Sim, coragem de se abrir e deixar a luz eclodir em si mesmo, fazendo o próprio coração ser um sol.
É um desperdício ver um Grande Amor sendo detonado por questões mal resolvidas, ou por posturas medíocres.
Porque o amor possui um alto poder de transformação e de renovação do Ser.
Quando ele chega, tudo muda. E o coração acontece...
O amor é semelhante à luz da aurora, que dilui a escuridão na linha do horizonte do Ser... E, se alguém é tocado por ele e, mesmo assim, ainda permite que as trevas rondem seu coração, é realmente uma pena.
Porque o sol é grande, mas se alguém fechar as cortinas do aposento, sua luz não penetrará ali. Da mesma forma, por analogia, se alguém cerrar as cortinas do ego na morada do próprio coração, o sol do amor não penetrará ali.
Ah, que coisa estranha é essa... Alguém desejar viver um Grande Amor e, ao mesmo tempo, ter medo da abertura causada pelo mesmo. Mas as pessoas são assim mesmo.
E nem sempre é fácil quebrar as barreiras que elas projetam contra a eclosão da luz, nelas mesmas. E, talvez, seja por isso que a dor tanto visita o coração dos homens.
E aí, em lugar do amor, surgem os bloqueios do ego; em lugar da aurora, as trevas no horizonte de si mesmo; em lugar da consciência feliz, a sensação horrível do vazio interior; e, em lugar do equilíbrio e da compreensão, fortes distorções psíquicas.
Isso porque, sem amor, tudo fica opaco. Sem o seu sol, só sobra a noite escura do Ser. Daí, eu lhe pergunto: “Você está realmente aberto para um Grande Amor e pronto para aguentar a luz da aurora despontando em seus olhos?
Está pronto para abdicar de suas trevas interiores e mergulhar na luz?
Você tem coragem de entrar num sol e queimar suas tolices e posturas medíocres?
E mais: você tem noção de que um Grande Amor é um presente?”
A partir daí, de coração aberto, reveja os seus sentimentos e pondere mais em cima dos questionamentos pertinentes a eles. Se você errou antes, então conserte. Se agora compreende isso melhor, então se cure.
Porque o amor não é uma pessoa, é um estado de consciência! E o lugar do sol é dentro do seu coração. Então, que tal levantar as cortinas e, dessa vez, deixar a luz entrar completamente?
Porque, repito, não basta só amar, é preciso ter coragem. Sim, coragem de vencer a si mesmo e de reciclar-se, constantemente, para tornar-se luz, como deve ser...
Um Grande Amor não cabe num coração medíocre.
Por isso, não basta só amar, também é preciso crescer*.

P.S.:
Desejo que você cresça, para que um Grande Amor seja um presente em sua vida.
E que você tenha a coragem de desembrulhá-lo em seu coração.
E que o brilho da aurora esteja em seus olhos.
E que isso preencha você de vida.
E que você se sinta honrado.
E que seja muito feliz.
Com um sol no peito...
E estrelas nos olhos**.

Paz e Luz.

- Wagner Borges – apenas seu amigo, não seu guru.
Jundiaí, 02 de fevereiro de 2010.

* Esses escritos são uma resposta ao e-mail de um amigo, que está muito triste porque sua amada foi embora. Segundo ele, ambos se amavam muito, mas também brigavam bastante, às vezes por coisas pequenas. E ele confessa, arrependido, que poderia ter agido de outra maneira, sem tanta arrogância; e que, agora, percebe o quanto a amava.
No entanto, essas coisas acontecem e o importante é o aprendizado que se tira delas. Mais do que lamentar-se, é preciso discernimento e coragem de ver em que ponto errou, e melhorar a partir disso. Auto-culpa não resolve nada, só leva a auto-estima para baixo. Então, é preciso crescer, mesmo quando as coisas não saem do jeito esperado. E isso não é fácil, para ninguém.
O certo é que não basta só amar; é preciso construir. E estar presente, pois os melhores jardins, quando não são cuidados devidamente, podem se encher de pragas e de ervas daninhas. E o coração é o jardim do Ser.
Para um Grande Amor florescer, não basta só amar; é preciso cuidar.
E o mais legal: o amor não é uma pessoa, é um estado de consciência.
E olhando o que escrevi para ele, fiquei pensando se esses escritos não seriam úteis para reflexões de outras pessoas passando pelo mesmo problema. Além do mais, o que eu poderia fazer por ele? Implorar a seu favor junto à sua amada, para que ela volte? Ou chorar junto com ele e compactuar com sua baixa auto-estima?
Como não sou assim e sempre procuro tirar o melhor de todas as situações, escrevi tudo isso para ele. E como o resultado foi legal e ele ficou contente com a atenção e os toques dados aqui, estou disponibilizando os escritos em aberto (mantendo o nome do meu amigo em sigilo, naturalmente), para todos.
Sim, talvez outros estejam passando pelo mesmo problema.
Oxalá esses toques possam ser úteis para eles também, de alguma maneira.
E o fato de ter escrito tudo isso não me isenta da necessidade de ponderar sobre as mesmas coisas e de melhorar o meu próprio coração.
O certo é que um Grande Amor é um presente e nem todos têm condições de reconhecê-lo. E, quando ele chega, tudo muda. E quem ama, sabe.
O amor é o amor; não se explica, só se sente...
** Enquanto eu passava a limpo esses escritos, rolava aqui no som o belo CD. “Eternity” – do músico new age alemão Deuter – Importado – U.S.A..
Obs.: A música “Love Songs from the Mountains” – 2a faixa do disco – é muito linda e inspirada. Faz realmente pensar no eterno e na luz da vida, que a tudo permeia, em todos os planos de manifestação. Faz pensar num Grande Amor. Ou melhor, sentir...

EU SOU




Ao dizer – EUEU estou usando o poder infinito de DEUS. Quando digo EU SOU, coloco esse poder em movimento para realizar com êxito a idéia que mantenho na consciência, ou na qual minha atenção esteja se detendo. Quando reconheço quem EU SOU, penetrei no Grande Silêncio, onde está a maior atividade de DEUS. Ao reconhecer que é o EU SOU, então aquilo que foi declarado se manifesta naquele momento.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

KRISHNA – O AMOR NOS CAMPOS DO CORAÇÃO ESPIRITUAL II

Foi em Seus olhos que eu vi o Amor.
No começo, fiquei sem saber o que fazer.
Então, Você riu e tudo ficou azul e dourado.
E eu me encontrei!

Você nada me disse, e nem precisava.
Meu coração entendeu.
Com Você, o Amor canta no silêncio.
E eu ouvi Sua canção, em espírito.

Você entrou em meus pensamentos.
E viu tudo o que eu sou, sem máscaras.
Você nada julgou, só me compreendeu.
E algo mudou em mim.
Vi tantas coisas em Seus olhos...
Vi gente de todos os tipos.
Vi o Seu Grande Amor por todos.
E também vi que Você os compreende.

Vi o Multiverso em Seus olhos...
Os sóis gravitavam em torno de Sua serenidade.
Planos e dimensões se desdobravam dentro de Você...
E eu escutei os astros cantando o Seu Nome.

As estrelas cantavam Sua Glória, My Sweet Lord!***
E Você cantava no silêncio do meu coração.
E eu não sabia o que fazer com tanto Amor fluindo em mim...
Tímido, só orei e agradeci o Seu carinho.

Ah, Krishna! Nada sei sobre o infinito.
Mas eu o vi em Seus olhos, e tudo mudou em mim.
E agora, eu escuto o canto dos astros em meu coração.
E, por isso, também escuto a mesma canção em tudo.

P.S.:
My Lord, olho para cima e vejo o Seu olhar no azul do céu.
Olho para baixo e vejo Você abraçando o planeta.
Olho para adiante e vejo Você nos outros.
Olho para mim mesmo e vejo o Seu olhar no meu.

Se entro em meu coração, sinto o Eterno.
Se medito, tudo fica azul e dourado.
E algo acontece... O Amor se faz...

E eu não sei mais o que dizer ou fazer.
Os astros estão cantando em Seus olhos.
Eu estou em Seus olhos, e todos os seres também.
E eu novamente oro quietinho, pois é só o que posso fazer.

In Your Eyes, In Your Eyes, In Your Eyes...

Om Krishna Om!

(Dedicado a todos aqueles que também sentem um Grande Amor em seus pequenos corações. Eles sabem. Eles amam. Eles sentem. E um doce olhar os conhece profundamente. Alguém Maior os compreende. Ele está em seus olhos.)

Serenidade e contentamento.
Profundidade na senda.
Amor na jornada

Paz e Luz.

- Wagner Borges – centelha do Eterno aprendendo na Terra como lidar com um Grande Amor em seu pequeno coração.

VOANDO COM OS SÁBIOS NAS ASAS DE UM GRANDE AMOR

 
 
 
(Aprendendo a Ser Discípulo da Grandeza das Grandezas)

Quando o Amor chama, tudo acontece.
Surgem uma flor de lótus no coração e estrelas nos olhos.
E tudo muda... Pois a Luz transforma o Ser.

Há uma profundidade que silencia a rasura do ego.
Há algo maior dentro de cada Ser.
Não pode ser explicado; é uma Luz, uma Luz, uma Luz...

O Amor real é uma dádiva; não machuca nem adoece o Ser.
Jamais se exaspera; sempre perdoa; é estado de consciência.
Os sábios espirituais o conhecem bem; são seus discípulos.

Os néscios o desconhecem, pois são discípulos das emoções fugazes.
Na verdade, eles têm medo da profundidade e da entrega de alma.
Por isso, machucam aos outros e, também, a si mesmos, com as garras do ego.

Alguns parecem feras violentas, prontos para bater ou gritar.
E nem percebem que o Amor não suporta rasura nem medo.
Ah, os que batem são fracos de espírito!
O Amor real não sufoca nem suja a jornada afetiva com aflições.
E, quando ele surge, a aura do Ser resplandece muito.
E um novo brilho ilumina a jornada e evidencia a dádiva recebida.

Se há Amor mesmo, as trevas se afastam, pois a Luz é intensa.
E Seres luminosos vêm reverenciar o lótus aberto no coração.
Eles vêem o Céu tomando forma no Ser feliz.

Há uma profundidade que não se explica; há uma Luz imperecível...
Tudo brilhando no coração do Ser; e que palavras podem descrever isso?
Não, não é possível qualquer descrição. Só é possível amar e sentir...

E quem sente, sabe. O sol em seu coração não deixa dúvidas.
Quem ama, compreende. O ego não suporta a profundidade do Amor.
As trevas não suportam a Luz; e o Amor chama a Luz...

Quem foge do Amor real, foge de si mesmo. Então, impera a rasura.
Porém, se há profundidade, há entrega real; porque o Amor chama a Luz...
Assim como a Luz chama o Amor... Tornando-se um só!

E quem sabe disso, agradece e se admira, e reconhece a dádiva.
Quem sente esse Amor, se encanta com a vida... Pois vê a Luz em tudo.
E, assim como os sábios espirituais, torna-se também discípulo dessa Grandeza.

Essa é a riqueza das riquezas; o sutil e o profundo feito gente!
O Ser tornando-se Om, Tao, Axé, Amém, e tudo de bom...
Essa é a Grandeza das grandezas... E quem ama realmente, sabe.

Ah, e os sábios estão nessa! Eles amam muito, em silêncio.
O Amor transformou-os, para sempre. Por isso, eles brilham tanto.
E eles ensinam que, “sem amor real, ninguém segue...”
 
Paz e Luz.
Admiração e Gratidão.
Discernimento e Amor.
Alegria e Consciência.

- Wagner Borges – pequena folha espiritualista levada por um Grande Amor...

BENEVOLÊNCIA - por André Luiz

 
 
 
Traduzindo benevolência por fator de equilíbrio, nas relações humanas, vale confrontar as atitudes infelizes como os obstáculos pesados que afligem o espírito, na caminhada terrestre.

Aprendamos a sinonímia de ordem moral, no dicionário simples da natureza:
Crítica destrutiva - labareda sonora.
Azedume - estrada barrenta.
Irritação - atoleiro comprido.
Indiferença - garoa gelada.
Cólera - desastre à vista.
Calúnia - estocada mortal.
Sarcasmo - pedrada a esmo.
Injúria - espinho infecto.
Queixa repetida - tiririca renitente.
Conversa desnecessária - vento inútil.
Preconceito - fruto bichado.
Gabolice - poeira grossa.
Lisonja - veneno doce.
Engrossamento - armadilha pronta.
Aspereza - casca espinhosa.
Pornografia - pântano aberto.
Despeito - serpente oculta.
Melindre - verme dourado.
Inveja - larva em penca.
Pessimismo - chuva de fel.

Espiritualmente, somos filtros do que somos.

Cada pessoa recebe aquilo que distribui.

Se esperamos pela indulgência alheia, consignemos as manifestações que nos pareçam indesejáveis e, evitando-as com segurança, saberemos cultivar a benevolência, no trato com o próximo, para que a benevolência nos seja auxílio incessante, através dos outros.

- André Luiz -

A MÚSICA DOS INICIADOS DA LUZ

 
 
 
Que a Mãe Divina nos inspire, para que toquemos, em nós mesmos, a boa música e para que possamos ser:
A flauta de Krishna;
O som do amor de Jesus;
O alaúde de Alla-Had;
A voz do silêncio de Buda;
O som do TAO de Lao-Tzé;
A harmonia de Hermes Trismegisto;
O som das esferas de Pitágoras;
O timbre dos gongos de Amithaba e Manjushiri;
A compaixão de Kwan Yin;
A vibração de Paramahamsa Ramakrishna;
O olhar comunicativo de Ramana Maharishi;
O brilho do olhar de Paramahamsa Yogananda.
Enfim, que possamos ser o som da esperança na Terra, irradiando e canalizando para todos os seres a maravilhosa música do AMOR UNIVERSAL.
OM, AMOR, PAZ E LUZ, AMÉM, HUM, RÁ, AXÉ.
O SENHOR NOS ACOMPANHE!
OM NAMAH SHIVAYA!
OM MANI PADME HUM!
OM BRAHMAN!
OM NAMO NARAYA NAYA!
OM... MÚSICA... AMOR... TODOS OS SERES...
PAZ E LUZ nas idéias.
AMOR no âmago dos corações.
UNIÃO de todas as fraternidades da luz, para o BEM de todos.
A música da alma é o BEM tocando as cordas do coração e encantando a vida com o trabalho espiritual digno.
Sejamos todos irmãos de ideais superiores.
Sigamos os desideratos espirituais.
Sejamos iniciados em fazer o Bem.
Carreguemos a tocha da humanidade, pois o maior iniciado é aquele que ama silenciosamente as humanidades de todo o Universo.
Sejamos PAZ E LUZ no grande templo de nossas almas.
Que o Grande Arquiteto Do Universo nos inspire a lutar por objetivos sadios na existência.
OM, OM, OM... Poderosos pensamentos de PAZ, LUZ E AMOR a todos!
 
- Os Iniciados* -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges

- AMOR REAL – A CANÇÃO QUE CURA




(Quando o Coração Fala ao Coração)
Eu li sua carta
E olhei em seu coração.
E vi tanta dor...
E me perguntei,
Se isso está certo.
Porque o Amor não machuca.
Não mesmo, de jeito nenhum.
O que machuca são as ilusões,
O faz de conta de amar,
E a disputa de egos nas relações.
Ninguém lhe enganou.
Na verdade, você se enganou.
E você mesma se feriu.
E agora, tudo parece cinzento.
Mas isso também é uma ilusão.
Porque o Amor é brilho,
E sua luz jamais saiu de seu coração
Ah, querida, o Amor não chega...
E nem vai embora.
É um estado de consciência,
Não é uma pessoa
Você não foi abandonada.
E o Amor continua...
Assim como a vida.
Então, recupere o seu brilho.
Volte a admirar a vida...
Venere o raio de sol;
Alegre-se com a chuva;
Olhe para a lua;
Volte a viver.
Sinta-se feliz, só por existir.
E mais, porque os outros também existem.
Pessoas chegam e partem...
Mas, o Amor, não.
Ele está em seu coração, sempre!
Se você se feriu, não era Amor.
Porque o Amor não machuca.
E ninguém tem o poder de partir seu coração.
Só você mesma é que pode fazer isso.
Alguém pode fazer algo ruim.
Mas, a reação a isso, é sua.
E se você fica mal, a ilusão também é sua.
E o Amor não tem nada a ver com isso.
Ah, volte a sorrir.
Se alguém partiu, deixe ir...
Porque o mais importante, nunca se vai,
E nem chega.
Se chama Amor, e não machuca.
Pelo contrário, faz o Ser brilhar.
E mora em seu coração.
P.S.:
Eu li sua carta,
E fiz essa canção.
Porque eu vi sua dor...
Então, meu coração me fez escrever
Essas linhas ao seu coração.
Porque o Amor fala ao Amor,
De formas admiráveis.
E, às vezes, faz isso numa canção...
Que viaja por entre os sentimentos.
E eu não sei mais o que dizer.
Só sei que o Amor não machuca.
Não chega e nem parte.
É consciência.
E quem ama, sabe.
Que isso não se explica, só se sente...
E disso, é só o coração que entende.
E quem o compreende, realmente compreende.
Menina, fique bem. Seja feliz.
Paz e Luz.
- Wagner Borges

SÓ NO CORAÇÃO...

(Na Luz de um Grande Amor)
Amor.
Sem palavras.
Só coração...
O que se sente.
E não se explica.
Por via alguma...
O que vale a pena.
Que faz a Luz acontecer.
E a música também...
A coisa mais linda de todas...
Que faz o lótus florescer,
Só no coração...
Amor perene,
Que não tem começo ou fim,
E que faz brotar estrelas no olhar...
O beijo do Eterno,
Sem palavras,
Só Luz rosada...
Canção das esferas siderais,
Que viaja pelo éter, e se escuta
Só no coração...
O que se sente...
Como um fogo doce e encantador,
Que queima sem abrasar...
A sarça ardente,
Que faz tudo acontecer,
No templo do Ser...
Amor...
Essência de tudo,
Só no coração...
Que enternece,
Que agradece,
Por tudo...
Só no coração...

Wagner Borges

UNINDO OS CORAÇÕES NA INICIAÇÃO DO AMOR



Os seres humanos teimam em continuar agredindo a si mesmos, aos semelhantes e à Natureza. A raça humana continua cultivando a adoração ao ego e, por isso, a violência se tornou a tônica das gerações modernas.
Urge que o ser humano tome consciência dos valores mais elevados da Criação.
É hora de espantar os fantasmas emocionais que assombram a morada dos corações.
É o momento de vestirmos, juntos, o manto da esperança, e de caminharmos de mãos dadas e com as mentes unidas na direção do Supremo Amor.
Somos todos irmãos de evolução, pois é a mesma Luz Divina que dá vida a todos.
As barreiras sensoriais podem distorcer as percepções das pessoas e levá-las a julgamentos precipitados. Contudo, todos os corações pulsam no mesmo tom da pulsação cósmica do Grande Arquiteto Do Universo.
 
* * *
O Senhor da Vida nos chama ao congraçamento das energias a favor de todos os seres. Somos todos discípulos da vida, e cada dia é uma nova iniciação nos caminhos da experiência.
Façamos das atividades de grupo UMA UNIÃO DE AMIZADE E AMOR.
Tenhamos paciência com aqueles que sabem menos do que nós e sejamos sempre modestos em nossos graus de consciência.
Façamos de nossos corações a mais pura expressão da Fraternidade.
Unamos nossas almas na liberdade espiritual.
E possamos expressar, juntos, como irmãos humanos e espirituais, as boas vibrações que estimulam a igualdade e a paz a todos os seres.
Somos filhos do mesmo AMOR ETERNO, e a grande iniciação ocorre no templo de nossos sentimentos e de nossas aspirações.
 
* * *
Homens da Terra!
O Amor Maior os chama a todo instante para o congraçamento de suas mentes aos altos ideais da Espiritualidade.
Renovem seus sentimentos e vivifiquem seus votos de fraternidade perante a vida.
Cumpram os preceitos de amizade, lealdade e justiça.
Ergam a tocha do discernimento e acendam a alma na luz da vida.
QUE O SENHOR OS ABENÇOE!*
 
- Ramatis e Os Iniciados** –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Texto extraído do livro “Viagem Espiritual – Vol. III” – Editora Universalista – 1998.)


DIMENSÕES: GENTE, AMOR E LUZ...



O tempo não para...
E, nesses tempos modernos, a mente também não.
Por fora, é muita correria e ansiedade; e, por dentro, pouca luz.
E nisso, o coração vai para o ralo...
E dá-lhe lambança! Na vida, no amor, e na qualidade da manifestação.
Oh, Senhor! Abençoe essa gente que corre tanto, até de si mesma.
Ilumine-as, para que elas se toquem do grande vazio que sequestrou seus corações.
Projete um Grande Amor em suas vidas, para que elas percebam a canção do Eterno.
Ah, Papai do Céu! Tenha piedade dessa gente, que ressecou o próprio espírito.
E que deixou suas asas espirituais atrofiarem nas ilusões das luzes do mundo.
Essa gente, que anda com o olhar vazio, mesmo sendo centelhas do Eterno.
Que desperdício! Descer para viver na Terra e se atolar tanto na ansiedade.
Que bagaço, Pai do Céu! Ah, tenha piedade dessa gente...
Que, mesmo com estrelas nos olhos, ficou cega para a paz e a compreensão.
Essa gente que, mesmo falando de amor, ainda se perde em tantas lambanças...
E que sequer conhece a si mesma e, mesmo assim, ainda julga os outros.
Ah, se eu pudesse entrar em suas mentes, para dizer-lhes que viver não tem preço.
E que o amor é maior do que tudo. E que dá trabalho vencer a própria inércia.
E que só é feliz quem merece! Ah, Papai do Céu! Abençoe essa gente...
E lhes dê um Grande Amor. E aí, quem sabe, eles voltem a viver de verdade...
Para que a escuridão que sequestrou seus corações tenha fim, no centro da Luz.
Para que as escamas caiam de seus olhos e elas, enfim, despertem.

P.S.:
Há muitas dimensões...
A desse programa; a da vida eterna; e a da Luz.
Mas, a principal delas é a dimensão do Amor.
E essa é dentro de cada coração.
Ah, Papai do Céu!
Por favor, abençoe essa gente...
De todas as dimensões.

- Companhia do Amor –
A Turma dos Poetas em Flor.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 03 de maio de 2010.)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Tão loucos quanto nós - (Rumi)



"O mundo não é nada. Nós não somos nada.
Nossa vida neste mundo não é nada além de sonhos e imagens.
Sendo assim, por que continuar lutando?
Se a pessoa que está sonhando sabe que está sonhando
Por que sofrer com os pesadelos?

Você me concedeu tantos favores
Que me sinto tentado a pedir por mais.
Como Moisés quando ouviu a voz de Deus
E desejou ver sua face.

Eu irei oferecer meu coração para aquele que
está doente da mesma doença.
Os doentes podem beber a mim como se eu fosse um elixir.

Eu me pareço com um falcão doente
Preso à terra por causa de sua doença.
Não pertenço mais às pessoas da terra
Nem sou capaz de voar para o céu.

Oh pobre falcão
Como você pode viver com estes corvos?
Você foi hipócrita
Fechando seus olhos para o amor
Enquanto o fogo brilhava em seu coração
Como você pode esconder o amor quando as lágrimas
Fluem de seu coração como cachoeiras?

A morte é um tipo diferente de vida para o Senhor
A alma se torna calma e tranqüila
A morte é união e não tortura e sofrimento
É diferente da do ignorante
Que morre todo o tempo

Seja como o sol pela graça e misericórdia
Seja como a noite para cobrir as faltas dos outros
Seja como a água corrente pela generosidade
Seja como a morte para a raiva e o ódio
Seja como a terra pela modéstia
Pareça ser aquilo que você é
Seja aquilo que você parece ser

Medindo seu amor, eu fui medido
Vestindo seu amor, eu fui vestido
Não posso viver os dias nem dormir de noite
Para ser seu amigo
Tornei-me inimigo de mim mesmo.

Se você pudesse livrar-se de si mesmo
Apenas uma vez
O segredo dos segredos se abriria para você.
A face do desconhecido
Oculto além do universo
Apareceria no espelho de sua percepção.

Primeiro ele me ofereceu uma centena de favores
Então me dissolveu no fogo da tristeza
Depois ele me selou com o selo do amor.
Eu me transformei nele
Então ele expulsou meu eu de mim.

Pergunte para mim sobre um amor
Que o leva para a total insanidade
Coisas como perder a vida ou a mente
Uma aventura de centenas de longos dias
Pergunte sobre o fogo e o sangue
De centenas de desertos.

Na verdade, sua alma e a minha são a mesma
Este é o real significado de nossa relação
Entre nós não existe mais eu e você.

Acredite em mim. Tudo o que aparece
são as sombras e imagens.
A mão que as desenha é a mão do senhor
Esta magnificente mentira não alcança
A magnificente verdade
O conhecido existe por causa do desconhecido.

Eu sou um rio
Você é o meu sol
Você é o remédio
Do meu coração ferido
Eu vôo ao seu lado, na calmaria.
Eu sou a agulha
Você, o meu magneto.

Os ferimentos que você inflige são melhores
que o carinho dos outros
Sua cobiça é mais graciosa
que a generosidade dos outros.
Seu tormento cura mais
que o consolo dos outros
Sua maldição é mais desejada
que a oração dos outros.

A pessoa não ama
A menos que ilumine sua alma
Ele não é um amante
A menos que gire como estrelas ao redor da lua
Ouça. As folhas não se movem sem vento.

Você não pode nos ver com este espelho velho
Você não nos pode manter nesta casa emprestada
Você não pode prender uma pessoa
Cuja algema é o cabelo dele.

Se você olhar cuidadosamente, verá
que cada partícula no ar
Feliz ou triste está mergulhada
Dentro do sol do Universo Absoluto
Cada partícula está tão bêbada
e louca quanto nós.

União … é o jardim do Paraíso
Separação .. é o sofrimento do Inferno
O amor permanente no universo
Sempre permanece coberto
E torna nu aquele que está coberto
Este é o ponto sutil.

Oh alma, quem é o seu amor? Você sabe?
Oh coração quem está dentro de você? Você sabe?
Oh carne, você busca um caminho para escapar
de forma desonesta.
Quem está puxando você para Ele?
Olhe. Quem está buscando por você?

O universo estava repleto de milagres.
O orvalho do amor estava misturado com a argila humana
Centenas de sacrifícios por amor
Entraram nas veias da alma e produziram uma única gota
Que é chamada de coração

Oh Amado, estamos mais próximos de você que o Amor.
Somos o solo no qual você anda
É razoável, na crença do amor,
Ver todos os universos através de você
Mas não ver você?

É necessário maturidade para o caminho do amor.
É necessário estar fora dos problemas da terra.
Curar a própria cegueira.
A verdade preenche o universo
Você tem olhos para vê-la?

Eu colhi uma rosa rapidamente
Com medo do Jardineiro.
Então, ouvi sua voz suave
"Qual o valor de uma rosa?
Dei a você todo o jardim".

Eu desejo ir para longe,
Centenas de milhas da mente.
Desejo me libertar do bom e do mal.
Quanta beleza por trás dessa cortina!
Aqui está meu ser real.
Oh ignorantes,
é por mim mesmo que desejo estar apaixonado.

Não posso dormir enquanto estou com você
por causa de seu amor.
Não posso dormir sem você
porque choro e grito.
Permaneço acordado em ambas as noites
Mas que diferença entre elas.

Este vale é diferente
Para além de religiões e cultos.
Aqui, quietamente, abaixe sua cabeça
Mergulhe nas maravilhas de Deus
Aqui, não há salas para religiões ou cultos.

No começo, enquanto consolava a mim mesmo
com seu amor,
Os vizinhos não podiam dormir
por causa do meu lamento.
Agora, meus lamentos cessaram.
Meu amor aumentou
e como fumaça, desapareço
quando o fogo crepita.

Ele é o Todo e o Nada
Ele criou alegria e tristeza
Por que você não percebe
Que você não é nada além dele?

Da luz divina do céu
Nossa graça e beleza fez os anjos sentirem ciúmes.
Algumas vezes os espíritos superiores invejam
Nossa pureza e claridade
Algumas vezes o diabo sente medo de nossos vícios.

Oh sol, apareça. As partículas estão dançando.
Eu vejo espíritos sem cabeça e sem pés
dançando em êxtase.
Alguns dançam nas cúpulas do céu.
Chegue perto.
Eu lhe direi para onde eles estão indo.

Quem é mais miserável
Que um amante impaciente?
Este amor é uma doença
sem remédio ou fantasia.
A cura do amor
não é nem a hipocrisia e nem a moderação.

Gostaria de falar com você sem usar palavras
Gostaria de dizer segredos em seu ouvido.
Mesmo se dissesse essas coisas entre estranhos
Nenhum deles me entenderia.

Oh, aquele que não conhece a essência interior
Aquele que orgulha-se e gosta da própria pele
Acorde seus sentidos. Existe um amor
No interior de sua alma.
A percepção é a essência de seu corpo.
A alma é a essência de sua percepção.
Mas se você for para além do corpo, percepção e da alma
Tudo se transformará nele.

Oh, amor, todos estão despertos
com seu despertar
Todos os que dormem
Dormem na sua porta da Graça
Não há outro Secreto além de ti.

Oh razão, vá embora.
Não há sábios aqui.
Mesmo se você se tornar um pequeno fio de cabelo,
Não haverá lugar para você.
É de manhã agora.
Qualquer vela que você queimar
Ficará constrangida frente à luz do sol.

O destino não está sob o controle do nosso coração.
Ser é o meio de alcançar o não-ser
Há alguém que nos olha
Por detrás da cortina.
Na verdade, não estamos aqui.
Esta é nossa sombra.

Alguém dentro de sua respiração
Também lhe dá a respiração, promessas de União.
Respire com ele até sua última respiração.
Ele lhe deu isto por causa de sua doçura e graça,
não como uma piada.

Não seja indolente e permaneça distante.
Venha. Junte-se a nós.
Uma pessoa sem trabalho come ou dorme.
Aqui está a música. Aqui está o Samá.
Venha. Junte-se a nós.

"Quem é o Uno?" eu perguntei
"Aquele que adiciona alma às nossas almas,
Confere a vida através das estrelas?'
Às vezes ele cobre nossos olhos como os de um falcão
Às vezes ele nos lança depois da presa.

Existe uma alma dentro de sua alma.
Busque por ela.
Existe uma jóia na montanha que é seu corpo.
Olhe para a mina que contém essa jóia.
Oh sufi andarilho
Busque dentro de você e não fora.

"Voarei como uma pomba de suas mãos".
"Se você voar, você merecerá ser
preso com minha mágoa", ele respondeu.
Eu disse, "Estou cansado e fraco
Morrendo em seu amor".
"A morte será uma honra para você", ele disse,
"Se você morrer com meu amor".

A fé na religião do amor é diferente.
A embriagues do vinho do amor é diferente.
É diferente de tudo o que você aprende na escola.
É diferente de tudo o que você aprende sobre o amor.

Você tem sido escravo de frios invernos,
Vivendo afastado do rouxinol e dos jardins de rosas.
Acorde! Este é o momento.
Se você o perder, ele nunca irá retornar.

No Dia do Julgamento
Muitas pessoas irão se aproximar
Com as faces aterrorizadas pelo medo.
Eu irei colocar teu amor à minha frente
E pedirei que ele preste contas.

No amor não há alto ou baixo,
nem mal comportamento ou bom comportamento,
Nem líder, nem seguidor, nem devoto;
Apenas indiferença, tolerância e desistência.

O Amado caminha em lugares solitários
onde os amantes perambulam.
O devoto reza nas contas de seu rosário.
Um dorme na beirada da água.
Outros ajoelham-se por um pedaço de pão.
Eles sofrem de sede e fome.

Estamos felizes mesmo se não temos vinho e copo.
Estamos felizes se nos chamam de bons ou maus.
"Não haverá fim para eles", dizem de nós.
Estamos preenchidos de alegria por não termos fim.

Venha para o jardim na primavera
Ali existe luz e casais de namorados por entre as flores de romã.
Se você não vier, estas coisas não interessam.
Se você vier, estas coisas não interessam.

Quando perco seus lábios,
Eu beijo a pedra vermelha do anel.
Se seus lábios não estão por perto, eu beijo o anel.
Se não posso alcançar seu céu,
Eu me ajoelho e beijo o chão.

Quem não tem o ser completamente aniquilado
não pode ser aceito em União.
A União não é a encarnação de Deus no homem.
União é a auto-aniquilação.

Tudo em volta está verde. As flores estão em todos os lugares.
Todas as partículas sorriem refletindo a Beleza.
Tudo brilha como pedras preciosas.
Amado e amante estão em união em todos os lugares.

Feche seus olhos. Meu coração será um olho para você.
Com este olho, outro mundo lhe será mostrado.
Quando você decidir não ser vaidoso,
Todos irão admirá-lo.

Não sei quem se senta em meu coração
Ou porque ele sorri para mim.
Não sou mais eu mesma.
Meu coração é como o ramo de uma rosa
Que perdeu suas folhas na brisa da manhã.

Você é aquele que faz com que todas as minhas inquietudes desapareçam.
Você faz com que o cedro, a rosa e o jardim se percam de si mesmos.
A rosa está alegre. O espinho está embriagado.
Dê a nós mais um copo, para que fiquemos todos iguais.

Não há forma deste coração escapar de você.
Oh, amor, você deve tomá-lo.
Se a dor do amor não preenche este coração,
não me importo se tenho um ou não.

Meu amor me disse, "Você pede
um beijo para tudo o que é belo.
Por que não o pede para mim?"
"Você gostaria de ouro?", eu perguntei.
"Não", ele disse, "apenas sua vida".

Meu coração está tão repleto de seu amor
Que todo o resto desapareceu.
Ele me fez esquecer dos livros, da ciência e da temperança.
Ensinou-me apenas sobre o lirismo, poemas e métrica.

Quem procura por um jardim, encontra você.
Quem pensa no vinho e na vela, ama você.
Eles dizem, "O sono é alimento para o cérebro."
Quem tiver visto o Amado, que importância dará para o cérebro?"

Encontro de Almas Gêmeas



Como saber se a pessoa com quem você está se relacionando
é seu par perfeito ou ideal?

A primeira certeza é pelo olhar. O encontro entre almas gêmeas é muito intenso, acontece ao mesmo tempo no plano astral. O olhar liga um ao outro, no plano da inteligência, que é estar com Deus. A atração sexual até acaba ficando em segundo plano.
Um outro critério muito importante é o da não possessividade. Pretender possuir, considerar-se dono ou querer ter o controle sobre outra pessoa é impor a própria presença e personalidade, forçar a natureza e o próprio sentimento, ao mesmo tempo que se "afoga" a personalidade do outro. E não se pode forçar ninguém a nos amar.
Não se pode abrigar alguém a nos amar. Um relacionamento amoroso só pode progredir e dar certo se for baseado no entendimento mútuo e no respeito.
Amar e ser amado envolve sempre o dever e a responsabilidade de nos fazermos amáveis, ou seja, dignos de ser amados.
Outra certeza do encontro das almas gêmeas é o amor genuíno, a genuinidade. A pessoa não procura modelar a outra segundo a imagem que tem em mente, mas aceita-a como ela é, procurando ajudá-la a alcançar sua personalidade melhor e mais elevada. Outra coisa muito comum que acontece no início dos relacionamentos é a cobrança que uma pessoa faz em relação à outra, dizendo que só fará uma determinada coisa se a outra pessoa fizer algo em troca.
A frase "farei isto se você fizer aquilo" é contrária à natureza da alma gêmea. A alma gêmea age, não vive de reações. Ela é ativa, viva. O princípio de conduta de ambos dificilmente será modificado por influências externas ou ideais que outras ou elas próprias impuseram.
Igualmente desonesto e injusto é ficar mantendo uma "conta corrente" para controlar o que um fez em benefício do outro.
A alma gêmea é generosa e não se importa em dar mais do que recebe. Eventualmente, com o passar do tempo, poderá magoar-se, mas quando isso acontecer, muito provavelmente será um indício de que o parceiro, na realidade, não é sua alma gêmea, pois se fosse ele estaria se importando com você, tanto quanto você se importa com ele. O amor genuíno, citado antes, é oferecido sem que a ele estejam presas correntes. É o que os filósofos chamam de amor desinteressado, ou em outras palavras, o que não pode ser comercializado.

Não se pode forçar ninguém a nos amar ...
Podemos dizer que o amor genuíno é constante. Continua a ser dado, mesmo se o que se recebe em troca é exatamente o oposto do que se pretendia. O relacionamento das almas gêmeas não mantém o registro de erros nem mantém arquivos de mágoas. Além disso, o verdadeiro amor dá sempre o primeiro passo para a reconciliação rápida, ainda que não tenha a certeza quando à resposta. Quanto mais rápido, melhor. O amor verdadeiro baseia-se na fé, e não no medo.
O amor é generoso, amigo e esclarecido. Nada de leviandades ou promiscuidade.
Embora o amor seja incondicional, não é dado aleatoriamente, levianamente ou cegamente. O amor deve ser generoso e esclarecido.
O amor genuíno é o amor abrangente. Como no relacionamento de um casal, esse amor alcança e vai além do aspecto puramente físico. Este não é descartado, mas a união vai além disso, atingindo o espiritual e também o mental, sendo muito mais intenso, rico e duradouro.
O encontro de almas gêmeas rejeita qualquer distinção de raça, nação e credo, desde que haja um nível básico de afinidade que lhe garanta o início do relacionamento e sua sobrevivência.
O amor de almas gêmeas é puro e abrangente e não tem idade, pois independe do aspecto puramente físico. A união é muito mais elevada, atingindo esferas espirituais e mentais intensas, ricas e duradouras.

O primeiro passo, se você estiver sozinho, é ver as pessoas como elas são, e não como você gostaria que elas fossem. Aceite as pessoas sem preconceito. O amor que discrimina é conhecido como amor individual e não fraternal , universal.

O amor de Almas Gêmeas é inesgotável, não diminui à medida que o relacionamento continua, mas aumenta cada vez mais.
Não existe namorado, amante ou amado, muito menos divisões, desuniões ou desilusões.
O amor subsiste em outros planos e em outras vidas.
É eterno.

Celtic music

Fui presenteada por um lindo Ser de luz com esta música, e estou Divinamente tocada!!



For You:

"I swear, since seeing Your face,
the whole world is fraud and fantasy.
The garden is bewildered as to what is leaf
or blossom. The distracted birds
can't distinguish the birdseed from the snare.

A house of love with no limits,
a presence more beautiful than Venus or the moon,
a beauty whose image fills the mirror of the heart."

O Sol do Amor em teus Olhos:



Quem ama, compreende.Sabe que os corações se tocam, mesmo à distância.Reconhece a sintonia, para além dos sentidos.Viaja na alegria de sentir. Fica alegre por existir.




Quando há amor, os olhos brilham muito.Por onde se olha, tudo parece mais vivo.Por onde for, é dois em um: há outro coração no seu.Mas, só quem ama realmente é que sabe disso.A mente é incapaz de entender tal coisa.Pois isso não se explica, só se sente...




Quando há amor, a aura brilha e os chacras tornam-se sóis.Toda sujeira psíquica é transformada, e tudo que é trevoso se afasta.E não é preciso dizer nada. A luz se comunica com a luz.Assim como o amor chama o amor. E a sintonia liga os seres.




Quem ama, sabe. Há outro coração no seu.E o sol em seus olhos já diz tudo.Pode-se explicar isso? Não, não! Isso só se sente...E quem sente, sabe que, quando o coração fala ao coração,Não há mais nada a dizer.


P.S.: Há coisas que não são da Terra, e o mundo não pode dar.Estão além dos sentidos. São coisas da alma. Mas bem poucos sabem disso. Há uma riqueza que a traça não rói, e o tempo não destrói. É a luz que mora no coração.


Quem ama, sabe. Reconhece o valor e luta por ele.E o seu semblante fica lindo. Como o sol.Pois a luz chama a luz, assim como o amor chama o amor.E existe algo mais lindo que isso?




(Esses escritos são dedicados a Jesus, amigo dos homens, e a Babaji,padrinho dos iogues).




Paz e Luz.Repassando: Rodrigo Ghoston Ariel em 28/03/09

Existe uma Força...

 
 
 
Existe uma Força...


"Que nos leva a viver, que nos faz recomeçar.

Que nos faz sorrir, que nos faz suportar as dores.
Que nos faz suportar a saudade.

Que nos faz buscar a felicidade.

Existe uma força muita além de nossos olhos,

Maior que imaginamos.
Que nem sempre procuramos.

Mas, ela sempre está a nossa espera.

Existe uma força que nos faz sonhar.

Uma força que nos faz acreditar.
É uma força chamado amor.

É uma força chamada persistência, coragem, é!

Uma força que nos faz, desejar viver.

Olhe!
Ela existe dentro de mim.

Ela existe dentro de você!

"A NOSSA força é DEUS!"

RODRIGO GOSTON D' FERNAND

Estou aqui ! Willian Shakespeare



Há certas horas, em que não precisamos de um Amor
Não precisamos da paixão desmedida
Não queremos beijo na boca
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama.
Há certas horas, que só queremos a mão no ombro,
o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado
Sem nada dizer...
Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar,
que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente,
a brincar com a gente, a nos fazer sorrir
Alguém que ria de nossas piadas sem graça
Que ache nossas tristezas as maiores do mundo
Que nos teça elogios sem fim
E que apesar de todas essas mentiras úteis,
nos seja de uma sinceridade inquestionável.
Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado
Alguém que nos possa dizer:
Acho que você está errado, mas estou do seu lado.
Ou alguém que apenas diga:
Sou seu amor! E estou Aqui!

Amor Sincero - Shakespeare


De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

Shakespeare

Oportunidades


“Oportunidades nunca são perdidas;
pois alguém vai aproveitar as que você perdeu.”
Shakespeare

Gentileza - Brahma Kumaris


"Gentileza é facilmente reconhecida através de um toque suave
ou palavras de conforto.
Mas na verdade,
gentileza é a manifestação da nossa sabedoria e força interior
com base no amor e entendimento dos sentimentos dos outros.
Muitas vezes,
gentileza é a arte de uma criança,
a inocência e o otimismo natural em tornar os outros felizes e leves."

Debaixo das camadas - Brian Weiss




"Somos todos criados à imagem de Deus, e Deus está dentro de cada um de nós. Nossa natureza é predominantemente amorosa, pacífica, equilibrada e harmoniosa. Somos inerentemente solidários e capazes de compaixão. Somos almas.
Durante nossas vidas, uma camada de medo, ódio, tristeza, insegurança e muitos outros pensamentos e emoções negativos começam a desenvolver-se sobre nossa natureza original, acabando por cobrí-la. Essa capa externa é intensificada e reforçada pelo que aprendemos em nossa infância e pelas experiências no correr da vida. Parecemos nos tornar o que não somos - pessoas irritadas e amendrontadas, cheias de inseguança, culpa e sentimentos de desvalorização. Esquecemos quem realmente somos.
Não precisamos aprender nada sobre o amor e o equilíbrio, sobre paz e compaixão, sobre perdão e fé. Sempre soubemos tudo isso.
Pelo contrário, nossa tarefa é desaprender todas as emoções e posturas negativas que atormentam nossas vidas e que trazem a nós, a nossa comunidade e ao mundo tanta tristeza. Quando afastamos esses traços negativos, revelamos nossa verdadeira essência, nosso próprio ser positivo e amoroso que lá estava, encoberto, ocultado, esquecido.
Surge, então, nosso verdadeiro eu. Somos almas imortais e divinas, a caminho de casa.
Debaixo das camadas de poeira, sempre fomos diamantes."

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Eu apenas queria que você soubesse -


Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira
Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho...

Gonzaguinha

Coração - José Saramago

"Se tens um coração de ferro, bom proveito.
      O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia."
                                              

Para Refletir- Buda


"Não siga cegamente o que os outros lhe dizem.
Conheça o que lhe dá serenidade,
claridade e paz interior.
Esse é o caminho a seguir"

VIVER COM AMOR! MAHATMA GANDHI




Ensaia um sorriso e oferece-o a quem não teve nenhum. Agarra um raio de sol e desprende-o onde houver noite.
Descobre uma nascente e nela limpa quem vive na lama.
Toma uma lágrima e pousa-a em quem nunca chorou.
Ganha coragem e dá-a a quem não sabe lutar.
Inventa a vida e conta-a a quem nada compreende.
Enche-te de esperança e vive á sua luz.
Enriquece-te de bondade e oferece-a a quem não sabe dar.
Vive com amor e fá-lo conhecer ao Mundo.

Desça da cabeça para o Coração




A mente analisa, o coração sintetiza; A mente divide, o coração unifica; A mente faz parte do Ego, o coração, do Eu. Quando trazemos o nosso olhar para o coração, nos unimos com a essência divina que habita em nós, nos sentimos em União, a alma acalma, o sentimento de plenitude se faz presente e a paz se estabelece.

Meditação atenciosa de Deepak Chopra




Descubra sua sabedoria interior... ou apenas descanse
Trata-se de uma técnica simples de desencadear um estado de relaxamento profundo de corpo e mente. À medida que a mente se aquieta e permanece desperta você vai se beneficiar de um estado de consciência mais profundo e tranqüilo.
1. Antes de começar, encontre um local silencioso em que não vá ser perturbado.
2. Sente-se e feche os olhos.
3. Concentre-se na respiração, mas inspire e expire normalmente. Não tente controlar ou alterar a respiração deliberadamente. Apenas observe.
Ao observar a respiração, vai ver que ela muda. Haverá variações na velocidade, no ritmo e na profundidade, e pode ser que ela pare por um momento. Não tente provocar nenhuma alteração. Novamente, apenas observe.
Pode ser que você se desconcentre de vez em quando, pensando em outras coisas ou prestando atenção aos ruídos externos. Se isso acontecer, desvie a atenção para a respiração.
Se durante a meditação você perceber que está se concentrando em algum sentimento ou expectativa, simplesmente volte a prestar atenção na respiração.
Pratique esta técnica durante quinze minutos. Ao final, mantenha os olhos fechados e permaneça relaxado por dois ou três minutos. Saia do estado de meditação gradualmente, abra os olhos e assuma sua rotina.
Sugiro a prática da meditação atenciosa duas vezes ao dia, de manhã e no final da tarde. Se estiver irritado ou agitado, pode praticá-la por alguns minutos no meio do dia para recuperar o eixo.
Na prática da meditação você vai por uma de três experiências. Mas deve resistir à tentação de avaliar a experiência ou sua capacidade de seguir as instruções, porque as três reações são "corretas".
Você pode se sentir entediado ou inquieto, e a mente vai se encher de pensamentos. Isso significa que emoções profundas estão sendo liberadas. Se relaxar e continuar a meditar, vai eliminar essas influências do corpo e da mente.
Você pode cair no sono. Se isso acontecer durante a meditação, é sinal de que você anda precisando de mais horas de descanso.
Você pode entrar no intervalo dos pensamentos... além do som e da respiração.
Se descansar o suficiente, mantiver a boa saúde e devotar-se todos os dias à meditação, você vai conseguir um contato significativo com o self. Vai poder se comunicar com a mente cósmica, a voz que fala sem palavras e que está sempre presente nos intervalos entre um pensamento e outro. Essa é a sua inteligência superior ilimitada, seu gênio supremo e verdadeiro, que, por sua vez, reflete a sabedoria do universo. Tudo estará a seu alcance se confiar na sabedoria interior.
 Deepak Chopra

SIMPLICIDADE É A LINGUAGEM DO CORAÇÃO

  
A simplicidade é fácil demais para a mente compreender. A mente fará um tremendo esforço para ser simples e este esforço de modo algum será espontâneo. Simplicidade é a linguagem que o coração conhece. Um padre, um sacerdote ou um mulçumano não conhece a espontaneidade. Eles rezam com hora marcada. Estão presos aos seus pequenos esquemas litúrgicos.

O Tantra é espontâneo e simples.
Para compreendê-lo você precisará experimentá-lo em todo o seu ser. Jesus é o maior mestre do Tantra. Foi um homem corajoso porque tentou explicar aquilo que não poderia ser ensinado. Passar a idéia de Deus é muito difícil. É um ato de tremenda coragem explicar aquilo que apenas pode ser sentido.

Jesus era um grande homem conectado com a fonte.
Entre um discurso ou outro, de repente, se retirava. O grupo ficava sem entender o motivo. Ele levantava uma mão, fechava os olhos e dizia: preciso ir, minha oração está vindo! E isso é tântrico!A oração vem ao coração. Ninguém a chama! Não há um convite formal para a oração! Convidar a oração a vir à tona seria perdê-la. A oração vem do coração e isso é tremendamente espontâneo.O coração chega à frente da sua cabeça e, então, fica impossível racionalizar.

Jesus revelava sua totalidade quando dizia:

“Deixem-me só; minha canção está vindo.
Logo depois terei muito a
compartilhar com vocês.
Por agora, desejo ficar só.”


A solidão dele era autêntica, não forçada.
Era um desejo total, mais do que o necessário.
Isso é Tântrico por não ser uma busca.

Se você quer amor ou qualquer outra coisa imite Jesus; seja tântrico.
Deixe vir, deixe jorrar, deixe a flor brotar. Faça o convite simples, mas não busque, não contribua em nada para que algo aconteça. O fluxo do universo é tão silencioso e amoroso que tudo se resolve por si mesmo.
A vida chega a você. De uma forma ou de outra, tudo que for buscado será perdido. Não perca tempo. A natureza tem seu “time” certo. Tentar forçar algo seria tolo.

O amor é como uma flor.
Ele virá, independentemente, de você buscá-lo por aí.


Opte sempre pelo não esforço.
Elimine da sua vida todos os seus “tenho de"... "preciso de...”.
Abandone os ensinamentos ritualísticos e paranóicos por completo.
Ignore a teoria. Seja ignorante e a simplicidade trará mais leveza para sua vida.
Use mais o coração.

O coração nada conhece e a mente é sabichona.
Tira conclusões precipitadas.
Aponta seu dedinho em tudo.
O coração não... É infantil, novo, simples e espontâneo.

O coração é toda a base do Tantra.
Siga-o.
O tantra pede que você fique silencioso para ouvir a voz do amor.
O amor é transformador, mexe com as células do seu corpo, aumenta sua temperatura corporal e o torna divino em questões de segundos.

Quando a mente é exposta ao fogo do amor, ela simplesmente deixa de existir.
Quando o amor está, não há espaço para mente.


Jesus queria mostrar o caminho para seus discípulos, mas quando a voz do amor o chamava, ele era espontâneo para ficar só. Ele respeitava seu próprio momento. Sabia que o coração trilha caminhos próprios...

O amor é isso!
Um profundo respeito por si mesmo e pelo outro.
E por isso o tantra é espontâneo em sua tremenda simplicidade.
A sua contribuição é toda voltada para o coração.


Quando você é importante, o outro e a natureza recebem uma importância divina. O tantra acredita que nossos parceiros pela vida são escolhas de Deus para nos fazer lembrar de uma velha mensagem contida na fonte do coração: Tudo é divino e não há criação ou escolha a ser feita sem amor. E não há nada mais simples, sábio e espontâneo do que o amor. O Tantra é tão natural quanto as batidas do seu coração.


Autora Vivian A. Weyrich

O QUE VOCÊ DIZ TEM PODER



A palavra possui uma identidade neutra, ela ganha força porque é a sua consciência que está expressando. A consciência de cada um é carregada de significados únicos, de crenças genuínas e de sinais vibráteis sem igual em todo o universo. Aquilo que afirmamos para nós mesmos é tão poderoso ao ponto de moldar a nossa estrada pessoal.
Quando comunicamos algo, o universo engole nossas palavras com uma fome voraz. Ele não está julgando o significado, apenas sorvendo a energia que vem do verbo para gerar e fabricar algo novo. O diálogo interior confere um poder luminoso e unidirecionado para a vida. Sempre que você tiver vontade de praticar alguma atividade de atração, vá para um local onde você possa estar só e converse com o seu espírito. Diga a ele suas verdades e forneça as coordenadas verbais por onde quer que a sua vida corra. Não há poder maior do que o verbo! Ele é capaz de gerar uma energia invisível aos olhos, porém o espírito é capaz de sentir no ar o magnetismo fabricando e duplicando as partículas de energia criativa em torno de cada vibração.


Este poder é pura influência em sua vida. Ele faz com que você não esteja desperdiçando seu tempo nem a sua existência no planeta. Tomar a dianteira da vida é a atitude mais inteligente. Quando estamos direcionando a nossa consciência para a direção onde nossos desejos se realizam, estamos também sincronizando os acontecimentos para um campo de inteligência pura que detém todas as vibrações que se assemelham com a força de nosso diálogo interior.




Pois bem, você tem dentro de si um vasto poder que dita as regras da vida e faz com que o mundo gire em torno daquilo que você diz a si mesmo. E quando você atua em função dessa influência interior, os eventos não são mais aleatórios e sim totalmente direcionados por suas regras.


Deixo aqui um exercício poderoso para o dia de hoje e para todos os dias em que o espírito estiver motivado. Concentre sua força agora! Quais são suas ordens verbais para a sua vida?

Esta é a melhor maneira de meditar, incentivando uma comunicação positiva em função de suas vontades pessoais. Quando você pratica o poder emanado das palavras, a vida fica encantada com o seu brilho magnético e as pessoas sentem a sua energia poderosa. Quanto mais você praticar essa meditação, mais poder de atração você terá. As palavras chamam o magnetismo das emoções apropriadas e fazem de si mesmo um ser criador em parceria com Deus. Ainda não conheço poder maior do que este!




Afirmações direcionadas positivamente alinham os chacras em equilíbrio energético.
Aquilo que você diz a si mesmo protege o seu corpo contra doenças, aumentando o seu grau de imunidade.
Palavras têm o poder de regular o seu humor e aumentar o seu poder de concentração.
A sua expressão pessoal direciona pessoas, eventos, energias, atividades e o universo em função de suas ordens.
Expressando o seu poder, você está sendo um criador consciente da própria felicidade.

Que tal começar agora a exercer o poder de Deus?

Autora Vivian A. Weyrich

terça-feira, 9 de novembro de 2010

You Are Not From Here

Dedicada ao meu amor que não é daqui, ao meu Principe, ao meu Anjo, aquele que mora em meu coração. E que em breve com a força mágica do meu amor irá se manifestar em minha vida!


Libertando-se do apego




Olá amigos! Em tempos de Sol, Mercúrio, Vênus e Marte em Escorpião, considero importante algumas reflexões sobre o desapego. Segue um artigo muito bom sobre o tema, por Helena Gerenstadt. Pra ser lido de tempos em tempos, só pra não nos esquecermos! :)

"Espaços nos armários são fáceis de se conquistar, desde que desempenhemos com afinco e atenção a tarefa de separar tudo aquilo que já não tem uso. Mais difícil, porém, é abrir espaço na mente e no coração, quase sempre entulhados de velhas idéias e sentimentos confortavelmente conhecidos. Apegamo-nos às nossas crenças como o náufrago se agarra à sua tábua de salvação; raramente nos permitimos aprender a nadar.

Precisamos, periodicamente, fazer uma faxina em nossas vidas, de gavetas a sentimentos, de armários a relacionamentos. Ciúme não é, não foi nem será prova de amor, mas de apego. O ciumento coisifica o ser amado e coloca uma aliança na mão esquerda do cônjuge, com inscrição e tudo mais, exatamente como se coloca uma plaquinha de licença pendurada no pescoço de um animal de estimação. O símbolo da união perde todo o seu valor espiritual e se reveste do caráter de simples argola no dedo, certificado de propriedade com escritura lavrada em cartório de paz. Já vi pessoas ensaiarem os maiores chiliques se o companheiro "perde" o precioso anel. Posse não pode, nem de longe, ser relacionada a amor.

Apego é fruto da ignorância e causa sofrimento, apregoa o budismo. É doença do passado, das pessoas desesperançadas, que não conseguem abrir os olhos para o presente e não vislumbram futuro, porque "o melhor de suas vidas já passou". Se nos apegássemos somente às boas lembranças, talvez ainda valesse à pena. Mas cultivamos memórias de mágoas, dores e tristezas e as arquivamos intactas, sem retirar delas nenhum aprendizado útil. É como rever um filme triste de que já se conhece o final.

"As pessoas estão dispostas a ir para a guerra e até a renunciar à vida por uma causa, mas não podem (ou não conseguem) renunciar às causas do seu sofrimento", afirma o lama tibetano Tarthang Tulku. "Porque existem certas atitudes e preferências de que não gostamos de largar, envolvemo-nos sempre em situações difíceis e experimentamos conflitos interiores. 

Às vezes renunciamos a coisas importantes - nosso dinheiro, nosso lar, nosso tempo, nossas propriedades - sem muita dificuldade. Mas os apegos emocionais - tais como o elogio e a censura, o ganho e a perda, o prazer e a dor, as palavras bondosas e as ásperas - são muito sutis. Estão além do nível físico; existem na personalidade ou na auto-imagem, e não estamos dispostos a deixá-los partir".

Conheço gente bondosa capaz de oferecer o último bocado de comida ou a própria roupa do corpo a alguém, mas que não perdoa "aquela vez que Fulano me disse aquele desaforo". Temos também certas atitudes e preconceitos, geralmente escondidos, de que não gostamos nem sequer de tomar conhecimento. Nossos apegos exercem uma influência magnética que nos retém num lugar como se estivéssemos na prisão. É difícil dizer se essa força controladora provém de nossos atos passados, do nosso medo da morte ou de alguma origem desconhecida; o fato é que não podemos nos mover - e, assim, toda a sorte de frustrações e conflitos nos ataca, criando mais frustração e mais sofrimento", conclui Tarthang Tulku.

Apego é, sem dúvida, atraso de vida. Aos que pensam que acúmulo é sinônimo de prosperidade, é importante saber que ser próspero não se relaciona ao ato de reter, mas de deixar fluir. A avareza é própria dos que acreditam que, num dado momento, alguma coisa pode faltar. Os mesquinhos não acreditam na abundância do universo; são os que enfrentam três horas na fila do gás engarrafado em tempos de greve dos petroleiros, mesmo que possuam um estoque de um ou mais botijões. Acreditam que a greve e a escassez vão durar "para sempre".

O terapeuta Wayne W. Dyer observa em seu livro Crer para Ver (Ed. Record): "Se temos alguma falta é porque estamos nutrindo pensamentos de nada e esse tipo de pensamento sempre amplia o vazio. Podemos nos expandir de maneira mais satisfatória, concentrando-nos na inteireza e compreendendo que não podemos possuir nada, jamais. Isto não exclui sentir grande prazer nas coisas que acumulamos ou das quais nos apoderamos temporariamente".

Tudo está sempre em estado de transformação, inclusive, o título que detemos de nossa propriedade, todos os nossos brinquedos, nossa família, nosso dinheiro, tudo", arremata Dyer. "Tudo em transição. Tudo circulando, caindo em nossos braços para que deles desfrutemos momentaneamente e, em seguida, lançá-los de volta à circulação. Quando internalizamos esta noção de não sermos capazes de possuir nada, ironicamente isso nos liberta para termos tudo que quisermos, sem a preocupação de possuirmos. “Logo descobrimos a alegria de passar adiante e dele compartilhar”.

Catherine Ponder, autora do best-seller Leis Dinâmicas da Prosperidade (Ed. Ibrasa), nos dá a receita da "lei do vácuo para a prosperidade". De acordo com ela, a natureza abomina o vácuo e se ocupa de preenchê-lo; se sua vida estiver entulhada, não haverá como provê-la de prosperidade. Assim sendo, "livre-se do que você não quer para dar lugar ao que você quer. Se houver roupas no seu armário, ou se houver mobília em sua casa ou em seu escritório que você acha que não servem mais; se houver pessoas de suas relações que deixaram de ser agradáveis, comece a eliminar as coisas materiais ou não de sua vida, na esperança de que poderá realmente possuir o que você quer e deseja. Muitas vezes é difícil saber o que se quer, até o momento em que nos livramos daquilo que não queremos".

Quem resiste ao fluxo da vida somatiza entulhos emocionais na forma de acne, aneurisma, arteriosclerose, artrite, artrose, cálculos, coágulos, cravos, enfisema, fibroma, hematomas, hemorróidas, obesidade, prisão de ventre, trombo-se, entre outros.

Usamos várias desculpas para justificar nossos apegos e nossa resistência às mudanças, como bem observou Louise Hay (Você Pode Curar Sua Vida, Ed. Best Seller - video no Youtube aqui). Adotamos atitudes que disfarçam nossa rigidez "mudando de assunto" ou ficando doentes; perdendo tempo com hipóteses ("isso não adiantaria nada"); reforçamos nossas crenças com generalizações ("isso não é direito/não sou esse tipo de gente"); adiamos decisões importantes ("mais tarde eu faço/ não tenho tempo para pensar nisso agora"); resistimos, negando a possibilidade de mudanças ("não adiantaria nada/não há nada de errado comigo"). Com isso repetimos sintomas até materializá-los sob a forma de doenças.

Desapegar nos torna criativos, abre espaço em nossas vidas para o novo e para a arte de improvisar."


TOUCH of SOULS

Sacred Love

sábado, 6 de novembro de 2010

Pessoas felizes consigo mesmas atraem bons amores

Não tem outro caminho.
Para atrair boas parcerias, você precisa primeiro amar a si mesma - e bem - e esse estado de amor cria um fluxo magnético que chama o melhor para você. Seja nas relações de casal, seja em todos os gêneros de parceria social.
A terapeuta Anelise Lopes desenvolve workshop sobre o assunto e comprovou na prática que pessoas felizes consigo mesmas acabam atraindo, não só os bons ventos amorosos, mas a abundância em geral.
Veja aí.


Ao longo destes anos trabalhando em consultório com atendimentos em terapia, venho percebendo os grandes conflitos existentes em torno dos relacionamentos, então resolvi começar a estudar mais sobre o assunto e, a partir daí, surgiu a idéia de um workshop.
Num outro momento, no site Absoluta, falei sobre os relacionamentos e vínculos cármicos do passado, mas agora não posso deixar de abordar esta questão, ou seja, quando a pessoa quer o parceiro ideal, profissão ideal, casa ideal, automóvel ideal, situação econômico-financeira ideal, ela precisa fazer algo para estas coisas se tornarem possíveis.
É muito normal querermos uma vida ideal e tudo aquilo que a qualifica mas, na grande maioria das vezes, não paramos para refletir do porquê ainda não termos esta situação.
Você, leitora, é a pessoa ideal? O quanto você se dedica para se tornar boa o suficiente a ponto de atrair as melhores situações para você?
O que ocorre é que está faltando amor... amor ao próximo... solidariedade e amor por si mesma... O amor é o alimento da alma, é o que dá força para alcançarmos nosso propósito na Terra. Quando estamos enamorados (por nós mesmos ou por outra pessoa), sentimos que não há nada que não possamos conseguir. Ficamos, de certa forma, fortes, com mentes e almas mais saudáveis.
Quando resolvi desenvolver este trabalho, num primeiro momento a idéia era de ajudar no processo de encontrar o(a) parceiro(a) ideal, em termos afetivos. Porém, com o desenrolar do trabalho, percebi que os resultados iam muito além daquilo que era proposto, ou seja, as pessoas começaram a trazer outras experiências bastante interessantes. Os resultados eram não só na questão afetiva, mas também nas questões materiais, pois estávamos trabalhando com a melhora do Ser e com a lei da atração. E quando estes dois itens se juntam, os resultados são fantásticos.
No processo de escolha das parcerias ideais existem oportunidades de aprender sobre si mesmo e sobre seu propósito de vida. A jornada para este encontro começa com o conhecimento, respeito e amor próprio.

Algo lá em cima está sempre nos ouvindo - Muitas vezes enviamos um pedido ao Universo e não entendemos porque continuamos recebendo o inverso, então, é neste momento que devemos parar, refletir e fazer um inventário a respeito de nossas verdadeiras crenças e convicções, pois certamente não estão em acordo com aquilo que realmente queremos. O Universo sempre ouve nossos pedidos. Quando pedimos ou fornecemos informações a Deus, sobre nossos sentimentos, recebemos uma resposta, em geral bem imediata. Alguém ou alguma coisa lá em cima está sempre nos ouvindo.
Através dos nossos pensamentos, puxamos para o nosso campo magnético aquilo que queremos ou pensamos que queremos. Dentro da aura de cada um existe um campo magnético que produz magnetismo de amor. Quando a pessoa se ama de verdade, esse magnetismo começa a irradiar um fluxo de energia especial, que se expande sobre todas as pessoas de seu convívio. Até mesmo alguém que você não conheça, quando se aproxima sente um calor ou um sentimento de amor, sente vontade de ficar a seu lado, de conversar, estreitar laços de amizades.

Precisamos, portanto, nos tornar pessoas sadias e viver em estado de amor, pois é através deste estado que iremos criar a energia de atração das parcerias ideais.
Neste processo, temos que necessariamente passar pelo quesito auto-estima. Ela começa ao nos olharmos no espelho e gostar do que vemos, não estou falando somente da beleza externa, que pode variar de pessoa para pessoa, mas da interna também. Aprender a aceitar-se como é, cuidar de si e desenvolver-se de forma a ser a melhor pessoa possível.
Quando não se tem auto-estima é difícil acreditar que é possível se ter tudo aquilo que gostaríamos, porque não acreditamos ser merecedores e, mais ainda, não achamos ser possível o Universo conspirar para atender nossos pedidos.
Auto-estima é o somatório de autoconfiança com o auto-respeito, é o sentimento de competência pessoal e o sentimento de valor pessoal. É o que reflete implicitamente a capacidade de lidar com os desafios da vida. Quanto maior nossa auto-estima, maior a alegria que teremos pelo simples fato de ser, de despertar pela manhã, de viver dentro dos nossos próprios corpos.
São estas recompensas que a nossa autoconfiança e o nosso auto-respeito nos oferecem.
Anelise Lopes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...